Atlético Itapemirim estréia em casa na Copa Verde contra o Brasiliense

31 de janeiro de 2018

No jogo de ida das oitavas de final da Copa Verde 2018, o representante do Espírito Santo, Clube Atlético Itapemirim recebe o Brasiliense, no Estádio José Olívio Soares, em Itapemirim -ES, logo mais às 16h30. A partida será comandada por um trio da Federação Mato-Grossense.

Rodrigo da Fonseca Silva apita a partida auxiliado pelos assistentes Marcelo Grando e Eduardo Teodoro Rodrigues. O quarto árbitro é José Wellington Bandeira, do Espírito Santo.

De acordo com o regulamento da Copa Verde, os gols marcados fora de casa são critérios para desempate, em caso de igualdade na soma dos resultados das duas partidas. Caso persista o empate, a vaga para as quartas de final será decidida nas penalidades máximas. O jogo de volta acontece no dia 14 de fevereiro, no Distrito Federal.

O vencedor do confronto entre Atlético-ES e Brasiliense encara quem avançar do duelo entre Cuiabá e Operário-MT.

Evento de lançamento

O vice-presidente da Federação de Futebol do Espírito Santo, Júlio Peixoto, esteve presente no grande evento, na manhã desta terça-feira (30) que  marcou o lançamento da Copa Verde 2018. No Palácio da Justiça, em Rio Branco, capital do Acre, o presidente em exercício da CBF, Antônio Carlos Nunes, abriu a cerimônia com um discurso que reforçou a importância da preservação ao meio ambiente, essência da competição, e anunciou as novidades para esta temporada. O evento contou com a presença de autoridades locais e presidentes de federações.

A campanha “Lixo Zero” segue na Copa Verde 2018, mas será ampliada. Com o apoio da Caixa Econômica Federal, a coleta seletiva será realizada em todos os estádios que receberem jogos da competição. As atividades já foram realizadas, inclusive, na Fase Preliminar, nos duelos entre Princesa do Solimões e Interporto e Corumbaense e Ceilândia. Outra ação que será potencializada é a do concurso de redações sobre sustentabilidade em escolas públicas. Enquanto 20 colégios participaram em 2017, a quinta edição da Copa Verde prevê um alcance superior a nove mil escolas.

O secretário-geral da CBF, Walter Feldman, fez um paralelo da Copa Verde no cenário do futebol na América do Sul e falou sobre as novidades da competição para esta temporada 2018.

– Estamos conversando com a Conmebol, com a FIFA, e passando essa experiência inédita: a Copa Verde como laboratório de experiências ambientais. Esse ano está introduzida a coleta seletiva de lixo em todos os estádios. Com apoio da Caixa Econômica, passando diretamente a cooperativa de catadores. O concurso público agora será em nove mil escolas. Ou seja, expandindo muito as fronteiras, inclusive até dos próprios estados que compõem a Copa Verde. A Copa Verde já avançou muito na questão ambiental e agora está centrada em buscar a sustentabilidade financeira para, por via de consequência, melhorar a performance e a participação dos próprios clubes – afirmou.

A Copa Verde 2018 segue com o “Carbono Zero” e continuará promovendo a troca de garrafas PETs e latas de alumínio por ingressos para os jogos. Sucesso em edições anteriores, os copoecos, os ingressos de papel semente e o cartão verde também continuam nesta temporada.

Na condição de anfitrião do evento, o presidente da Federação de Futebol do Acre, Antônio Aquino Lopes, mostrou grande alegria por receber o evento de abertura da Copa Verde 2018 e falou sobre a importância da competição para os clubes do seu estado.

– É motivo de muita alegria, o Acre é um estado que preserva o meio ambiente e receber o lançamento da Copa Verde na nossa cidade é um orgulho muito grande. Queríamos agradecer ao presidente Nunes por todo o apoio da CBF e essa visita que está nos fazendo, por transformarem o Acre na capital do futebol na data de hoje – destacou.

Outro anfitrião do dia, o prefeito de Rio Branco (AC), Marcus Alexandre, destacou a histórica relação do estado com a preservação ambiental.

– A Copa Verde é a grande vitrine para o Norte, Centro-Oeste, Espírito Santo… Oportunidade dos clubes locais participarem de uma competição nacional importante. Quero agradecer a vinda de todas as federações e ao apoio da CBF. Rio Branco recebeu o lançamento da competição e isso só reforça o nosso compromisso com o meio ambiente e as ações de sustentabilidade – declarou.

Edson Duarte, representante do Ministério do Meio Ambiente, também participou do evento de lançamento. O deputado federal destacou a parceria entre a CBF e o Governo Federal para o desenvolvimento da Copa Verde.

– É uma competição tão importante que reúne, além das autoridades esportivas do país e das federações estaduais, três ministérios: do esporte, meio ambiente e educação. O concurso de redação esse ano vai envolver algo em torno nove mil escolas, em onze estados. E isso traz para esta competição, por si só, um grande resultado e um grande legado sócio ambiental – acrescentou.

Na noite desta quarta-feira (31), cooperativas de coleta de lixo locais estarão na Arena da Floresta para realizarem a reciclagem dos resíduos e conscientização dos torcedores. A ação será desenvolvida durante a partida entre Atlético-AC e Santos-AP.

 


Próximos jogos

Copa ES Sub 15
Camp Nou – Barcelona, Serra

Copa ES Sub 15
Campo do América - Olaria, Guarapari

Copa ES Sub 17
Camp Nou – Barcelona, Serra

Copa ES Sub 17
Campo do América - Olaria, Guarapari

Copa ES Sub 17
Municipal Zenor Pedrosa, Nova Venécia

Copa ES Sub 17
Campo do AERT, Serra

Copa ES Sub 17
José Olimpio da Rocha, Aguia Branca

Copa ES Sub 17
Campo do Paul, Vila Velha