FES garante segunda vaga na Copa do Brasil e na Copa Verde após bom desempenho

16 de dezembro de 2020

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) através do seu Departamento de Competições confirma  oficialmente que o Espírito Santo garantiu a segunda vaga na Copa do Brasil 2021. Após bons resultados conquistados pelos clubes capixabas nas competições oficiais da CBF, a temporada que vem traz essa novidade. O presidente da FES, Gustavo Vieira, parabeniza as equipes pelo empenho e dedicação apresentados nos últimos anos.

“É bom ressaltar que a gente vem pelo segundo ano consecutivo subindo posições no ranking, em virtude das boas atuações dos nossos clubes em competições nacionais. Tivemos o Serra na Copa do Brasil 2019, e o Vitória em 2020,  o Serra e o Vitória na Série D 2019, e recentemente Vitória e Real Noroeste na Série D 2020. Tudo isso nos fez passar o Mato Grosso do Sul e entrar numa posição dentro do ranking em que as federações têm duas vagas na Copa do Brasil, assim como teremos na Copa Verde”, disse Gustavo Vieira.

Essa ascensão se deve a questões cumpridas diante das exigências para que a FES pudesse avançar no ranking nacional.

“A gente vem subindo de posições gradualmente, isso mostra que o futebol capixaba está em evolução através de critérios técnicos. Teremos dois representantes com orçamentos mais robustos em decorrência dessas cotas de participação na Copa do Brasil, e, avançando de fase, são valores que ultrapassam R$ 1 milhão para os cofres dos clubes. É muito importante para o Estado”, destacou o presidente da FES.

Diante do cenário que o mundo passa em decorrência da pandemia da covid-19, a notícia sobre a segunda vaga na Copa do Brasil e também na Copa Verde é um alento para os clubes.

“Isso motiva os clubes a participarem das nossas competições, que além da premiação do nosso campeonato tem essa garantia de cota da Copa do Brasil. É um contexto muito positivo e vamos trabalhar para que a gente consiga continuar avançando de forma gradual no ranking da CBF, tendo mais clubes em competições nacionais”, finalizou Gustavo Vieira.
Ofício 3250-2020 - Pontuação de ES e MS no RNF 2021 (1)