Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo (FES) completa 100 anos nesta terça-feira

2 de maio de 2017

A Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo (FES) foi fundada em 2 de maio de 1917 e durante a sua trajetória seu nome sofreu algumas evoluções. Começou sendo chamada de Liga Esportiva Espíritosantense (LSES), e a partir de 28 de abril de 1938 foi denominada Federação Esportiva Espíritosantense, até 14 de setembro de 1943, quando recebeu a denominação de Federação Desportiva Espiritosantense.

Nesse período congregou diversas modalidades esportivas, segundo o Estatuto, e sua finalidade era dirigir, incentivar a difusão e aperfeiçoamento dos desportos como: Futebol Amador e profissional, Remo, Natação, Saltos Ornamentais, Polo Aquático, Vela e Motor, e Xadrez.

Em 21 de setembro de 1984, foi fundada a atual Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo, agora com nova finalidade – dirigir o futebol amador e profissional através das ligas e clubes filiados.

Seu papel é dirigir, superintender, incrementar por intermédio das Associações das ligas que lhe são filiadas, o futebol amador e profissional, promovendo medidas para o seu aperfeiçoamento, a realização de campeonatos, torneios e competições de futebol, bem como buscar o fomento para o desenvolvimento dessas atividades e a promoção social. A FES é filiada à Confederação Brasileira de Futebol e mantém contato permanente com as Federações e clubes dos demais estados.

Campeonatos e Ligas

O primeiro campeonato de futebol do Espírito Santo foi o Campeonato de Vitória de 1917 com clubes apenas da capital. A disputa organizada pela Liga Esportiva Espíritosantense, teve cinco equipes: América, Barroso, Moscoso, Rio Branco e Victoria, atual Vitória Futebol Clube. O América sagrou-se campeão, vencendo o torneio em pontos corridos.

Em 1930, o campeonato passou a ser estadual. Quem atuou como zagueiro no América e se tornaria o governador do estado do Espírito Santo e senador da República na década de 50, foi Carlos Lindenberg.
No Campeonato de 1985 foi instituído o acesso e descenso.

O Campeonato Capixaba de 2016 foi a 100ª edição do Campeonato Estadual reunindo dez equipes, sendo a Desportiva Ferroviária a campeã ao derrotar o Espírito Santo nas finais.

Sob a Gestão do Presidente Gustavo Vieira, o Campeonato Estadual de 2017 marca o centenário da entidade com participações de Rio Branco e Vitória que estavam presentes no primeiro campeonato em 1917. Além das duas equipes, participaram também mais oito clubes.

– Sem qualquer dúvida os últimos anos foram desafiadores. A crise política e econômica afetou grande parte dos segmentos produtivos e empresas em todo Brasil. Apesar do momento adverso, a Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo (FES) navegou contra a maré,  e com empenho, profissionalismo e articulação conseguiu viabilizar importantes parcerias para o futebol capixaba. Comentou Gustavo Vieira.

Em março de 2016 recebemos a Seleção Brasileira para amistoso entre Brasil e Nigéria – um dos últimos jogos da Seleção olímpica antes das Olimpíadas
Em 2014, trouxemos ao Espírito Santo as seleções de Austrália e Camarões que treinaram e ficaram e nosso estado durante a Copa do Mundo.

Em 2016, a FES captou e investiu R$ R$ 1.000.030,00 que proporcionaram a realização de 397 partidas oficiais dos Campeonatos promovidos pela FES, por meio do pagamento de taxas de arbitragem e quadro móvel, e aquisição de material esportivo para as equipes, além de custeio de transporte para as equipes disputantes da Copa São Paulo de Juniores e Taça BH Sub 17. Somente em 2016, a FES realizou três campeonatos profissionais e oito campeonatos amadores, em um total de 397 jogos oficias, com a participação de mais de 1.500 atletas, gerando aproximadamente 1 mil empregos diretos.

A diretoria da FES tem contado com o apoio de importantes atores para a viabilização e implementação dos projetos que visam o desenvolvimento do futebol capixaba, como o Governador Paulo Hartung e toda sua equipe, a Confederação Brasileira de Futebol, as Federações Estaduais de Futebol, o Banestes, Icone e Kagiva, o Deputado Federal Marcus Vicente, os Deputados Estaduais Gilson Lopes, Marcos Mansur, Theodorico Ferraço, Euclério Sampaio, Dr Hércules, Almir Vieira, Janete de Sá, e os ex deputados Nilton Baiano e Lucia Dornelas. Também é importante mencionar o empenho de seus colaboradores e, principalmente, a confiança de nossos filiados.
Utilização estádio Kleber Andrade pelos clubes capixabas

A FES, através de recurso viabilizado pelo vice-presidente da CBF, Marcus Vicente, firmou um contrato para custeio da instalação de estrutura móvel complementar do Estádio Kleber Andrade, exigida pelo Corpo de Bombeiros e Polícia Militar, pelo período de 11 meses. Assim, os clubes capixabas ficaram, neste período, isentos do pagamento de taxa para utilização do estádio. A isenção de taxa de utilização só foi possível após a parceria firmada entre a FES e a Sesport. Com a iniciativa foram realizados 16 jogos sem custo para competições profissionais e da base.

CBF Social

A FES recebeu em novembro o Projeto CBF + Saúde e CBF Social. A intenção é fomentar ações sociais através do esporte e promover atividades de inclusão por meio do futebol, da Seleção Brasileira e de jogadores e treinadores do país.
No Espírito Santo participaram 300 alunos de 9 a 13 anos que fazem parte de projetos sócio-esportivos do Governo do Estado e da Prefeitura de Cariacica-ES, além de acadêmicos, profissionais de educação física, fisioterapia e medicina que atuam com estes alunos e com as categorias de futebol de base da Federação de Futebol do Espírito Santo.
O projeto foi coordenado pelo Gerente de Desenvolvimento Técnico da CBF, Diogo Neto, e contou com a presença do Secretário Geral da CBF, Walter Feldman, e do vice-presidente da CBF e Deputado Federal do ES, Marcus Vicente.

Estreitando parcerias

A Federação de Futebol vem demonstrando a necessidade dos clubes receberem mais apoio público e privado para conseguirem representar bem o Espírito Santo nas disputas nacionais.
Através de um trabalho pautado na gestão transparente e profissional, a Diretoria da FES conquistou desde 2014, o engajamento do setor público através da indicação de emendas parlamentares estaduais e recentemente federal, investimentos que jamais foram destinados aqui no estado, além da liberação do Estádio Kleber Andrade para a realização de jogos locais com isenção de taxa de locação para os clubes filiados.

Emendas
Através das Emendas Parlamentares do exercício de 2015 e executadas em 2016, dos Deputados Estaduais Theodorico Ferraço, Gilson Lopes, Euclério Sampaio, Nilton Baiano, Doutor Hércules, Lucia Dornellas e Marcos Mansur, a FES viabilizou o pagamento das despesas com arbitragem quadro móvel e material esportivo dos Campeonatos Estaduais de 2016 – Série B, Sub 20, Interligas e Copa São Paulo, totalizando R$ 206.560,00.